terça-feira, 29 de setembro de 2020

FALTA DE PREPARO: Candidata a Prefeita de Mirador-MA, faz plágio de plano de governo de outra cidade, erra o próprio nome e esquece de seu vice

 






A candidata a Prefeita de Mirador, Domingas Cabral, cometeu crime de plágio, ao apresentar como programa de governo uma cópia da cidade de Curitiba.


Além de suspeita de plágio, a candidata errou o próprio nome, que em vez de Domingas, colocou Raimunda e na parte do vice prefeito, colocou "fulano de tal". Mostrando total despreparo.


Na proposta, a candidata, que é formada em Direito, faz uma cópia grosseira registrando um plano de governo de uma cidade com mais de 1 milhão de habitantes, totalmente diferente da pequena Mirador, como prova as imagens registradas na junta eleitoral.


A atitude da candidata pode lhe custar caro, pois a legislação Eleitoral pune até com prisão quem comete este delito, e em se tratando de campanha eleitoral tem o agravante de falsidade documental, o que pode gerar inclusive a impugnação de toda a chapa de Domingas. 


O crime está previsto no artigo 184 do Código Penal, com pena de detenção de três meses para casos de cópias parciais e até quatro anos em comprovação de plágios na íntegra com finalidade de obtenção de vantagem.


De acordo com especialistas em direito eleitoral, caso o Ministério Público entenda que a atitude se caracterize como crime, poderá pedir a impugnação da candidatura..

Nenhum comentário:

Postar um comentário