quinta-feira, 15 de agosto de 2019

POÇÃO DE PEDRAS: A RÉ UNIÃO DA OPOSIÇÃO...


Essa semana saiu em grupos de Watssap e fofocas de ruas que haveria uma reunião onde o líder maior Gildásio iria declarar apoio a Jhúlio.


Que a reunião houve, não tenham dúvidas, mas como em primeira mão o blog da Lobas através de seus analistas deram em primeira que Gildásio já mais iria declarar em público esse apoio, já que o mesmo ainda sonha em ser o pré-candidato oficial da oposição.

A reunião que mais parecia desunião, não deu em nada. Vereador Joaquim Filho, segue a torto e a direito dizendo que não apioa Jhúlio, e que os dois já teriam tido divergências no povoado Lucindo, fato esse que só detalharemos no próximo ano.

Depois do movimento, tentaram forçar uma falsa união na casa do Vereador Jhúlio, sem a presença do Povão, e com muita Heineken, cerveja preferida pelos estrelas do grupo.

 Reunião é uma palavra derivada de união, que leva a crer um grupo coeso, em busca de consenso e que junta pessoas. O problema, é que nos últimos tempos, a oposição se reuni não pra agregar pessoas, deliberar ações ou propor estratégias, e sim para convencer os poucos gatos pingados que ainda resistem em ficar, a não sair do grupo.

 Fontes seguras afirmam que nessas reuniões tem muito soco na mesa, acusações que algumas pessoas do grupo estão mais atrapalhando do que ajudando e muito choro, lamentações e ranger de dentes.

 A oposição fez o que nem a língua portuguesa conseguiu: mudar o sentido da palavra reunião.

 Para eles reunião é escrito: RÉ união ou seja unir pra traz, desfazer, destruir e espalhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário