sexta-feira, 5 de julho de 2019

Pra oposição vencer a eleição: Jhulio e Dr. Arnaldo deveriam apoiar o Berebô




 Não se chega a um consenso ou a um denominador comum sobre quem deveria ser o candidato da oposição.


 Se continuar como está, assim como nas prévias norte-americanas onde os candidatos dos partidos brigam primeiro entre si, pra decidirem quem vai enfrentar o adversário, os dois principais nomes vão chegar desgastados e saturados, pois estão brigando pelo mesmo perfil de eleitor.

 Essa historinha pra boi dormir, de que lá na frente, quem estiver melhor nas pesquisas, vai ser o candidato, não cola. Qual candidato, que gastando milhões até lá: pra montar um grupo, ajudar correligionários e atender a demanda do eleitor vai abrir mão de ser candidato para outro que até agora não gastou nada?. Vamos ser honestos e falar a verdade, a pesquisa real, aquela que vai valer é a do candidato que até a eleição tiver condições de manter seu grupo e isso não se faz com belo discurso, abraços e tapinha nas costas e muito menos com um sorriso branquinho. O que faz atrair gente para o seu lado ou até mesmo manter os que já existem, nada mais é do que a mola do capitalismo: o faz-me-rir.

 Do jeito que a coisa anda, o melhor para oxigenar a oposição seria os dois abrirem mão para alguém de consenso, um candidato que nas enquetes deixou muito doutor ou políticos de carteirinha comendo poeira, alguém que o eleitor mais humilde se identifique, que fale a linguagem da periferia, um candidato que nunca foi político profissional, nem tão pouco possui alguém da família no ramo, alguém que sabe consertar a lataria dura de um carro batido ou tem a sensibilidade de escolher a cor certa de uma porta amassada saberá como conduzir seu município.

 Bastará para isso apenas um gesto de humildade dos dois candidatos. Quem dará o primeiro passo de tamanha grandeza ?

Um comentário:

Anônimo disse...

São Roberto fez essa escolha é se arrependeu, o atual prefeito, popular e simpático, que tanto agradava o povo nunca conseguiu 1 único feito de notoriedade. Nao sabe sequer o rumo do próprio gabinete deixando suas funções a cargo de terceiros por não ter a menor noção do que DE FATO FAZ UM PREFEITO. Então essa escolha não pode ser feita meramente com o coração

Postar um comentário