sexta-feira, 19 de julho de 2019

Fié de Sinhá: A mudança de poção, tem um nome, é Berebô! 



Sai fulano, entra sicrano
 E a coisa só piorou! 
 Se o que saio era ruim
 Pior é o que entrou!
 Nesse entra e sai do cão
 Quer ver mudança em poção? Vote para Berebô!


  Entrou prefeito quase leigo 
Entrou juiz e dotor
 Ai veio o empresário
 Vixe foi que piorou!
 Só sendo nica do cão
 Quer ver mudança em poção? Vote para Berebô!

 Quando chega a eleição
 Mostram para o eleitor
 Olha aquele é o candidato
 É novo mas é dotor!
 Saia fora cidadão
 Quer ver mudança em poção? Vote para Berebô! 

E assim cada prefeito 
 Quer deixar um sucessor
 Vejam qual a desse agora
 Quer que eu vote num robor! 
Voto nada meu irmão,
 Quer ver mudança em poção? Vote para Berebô!

 E assim ano apos ano 
 Quem menos era acertou
 E lá no fringir dos ovos
 Culpado é o eleitor! 
 Que eram na decisão 
 Quer ver mudança em poção? Vote para Berebô! 

O poeta só escreve 
 Porque primeiro pensou
 A galinha tirou Pinto
 Porquê primeiro chocou!
 Ta na cara cidadão
 Quer ver mudança em poção? Vote para Berebô! 

 Pizei na taba de cima
 A debaixo nem morgou
 Todo barco que entrou água
 Lá na frente ele afundou!
 Só tem uma solução
 Quer ver mudança em poção? Vote para Berebô!

  Sei não se isso um dia muda 
Desculpe caro leitor
 Eu ja estou desconfiado
 Que um urubu cagou!
 Esse meu caro torrão
 Quer ver mudança em poção? Vote para Berebô! 

Do funil ao Arapuá
 Nessas estradas de chão  
Percori o município
 Que não é piqueno nao!
 E a serteza que ficou
 So votando em Berebô Para ajeitar poção.

 Aparece uns candidatos
 Em tempo de eleição
 É o famoso pipira 
 Aquí tem que só pra o cão! 
Pensão que ganham, Boiô
 Só votando em Berebô Pra dar jeito no poção!

 Eu voto é zero oitocento 
 Nunca exirgi um tostão
 Votar em quem tem dinheiro
 É pior meu cidadão! 
 Me acompanhes por favor 
 Vamos votar em Berebô Esse ajeita poção!

 Berebô é da Cidade 
 É um sujeito bonito
 É irmão de um grande homem
 Que é o professor mosquito! 
 Vote nele meu irmão
 Pois somente Berebô Para da jeito em poção! 

Fie de sinhá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário