domingo, 9 de junho de 2019

FIE DE SINHÁ: DIBUIA!




A gande pergunta é Onde esse cavalheiro Em três anos de vereodor Arranjou tanto dinheiro! Causa admiração Costura um grupo comprando Gladiando os companheiros!


Dibuia! Tão dibuiando dinheiro Na cidade de poção La é uma dinheirama Um leiloa, que é leilao! Uma costura invã Onde a oposição Compra a mesma oposição!

 Dinheiro não cai do céu Como chuva no inverno Quem a ele se escraviza Fica sego e subalterno! Vende a terra e compra o céu Mas termina no inferno!

 Uma cidade carrente Como é nossa poção Se gastar tanto dinheiro Pra ganhar uma eleição. Eu tenho serteza pura Se chegar a prefeitura Não vai fazer nada não!

Toda verba que vinher É só pra tapar o rombo Vai ser tirado da gente Pode preparar os lombos! Segura bem o pizeiro E prepara mas dinheiro Couidado ru olha o tombo!

 Eu estou desconfiado Que tu arranjou de fato Pra sai na tua suíte Um cano da lava-jato! Que arrota grana grauda Esse teu grupo te suga Tu conhece carrapato?

 Essa de abrir a mão Quem antes Ruia as unhas No minimo movimenta as contas Do seu Eduardo Cunha! Se guentar o pizeiro Uma cam não da lava-jato Vossa excelência disponha!

 Eu voltei pra onde eu estava Esse é um direito meu Nosso voto é sem valor Vale é o do Elizeu! Pegue sua oposição Bote no zeu matulão E vá pra casa do zêzeu!

 Sou eu o fie de sinhá Que odeia mercenário Você compra carro apoio E pensa que sou otário Que não tenho sentimento Ir votar zero oitocento Só se eu fosse salafrario!

 Tu ta mexendo com um grupo Só de menino veleiro Que que só arranja voto comprando Pode arranjar dinheiro Siga em paz que eu vou olhar Essa canoa afogar Andes de chegar Janeiro!

Desculpe esse poeta Que te aviza humildemente Tu precisa discernir Seja mas inteligente! Tu ta brincando com fogo Comprando um covil de lobo Todos com pele de gente!

 E o que qui vai ganhar Quem for daqui pra poção Ver voces contar fofocas Nesta tal reunião? Já disse esse barco afunda Minha coluna e minha bunda Não aguenta esse rojão!

Vou para com a escrita Depois eu torno voltar Suas veste é de curió Mas por baixo é Carcará! Já chega de baco-baco Tu não ver mas neste barco Calito fie de sinhá!

Ai o cara se lasca Fica cuma dor do cao Da cabeca ou mocotó Num vai ganhar um tostão E você fica de boa Espanjando seu dinheiro Com a propria oposição!

3 comentários:

Anônimo disse...

Vai ser desse jeitinho pois esse cidadão pra frente não vai Não, se vendeu pra oposição a qual não tinha mais solução e encontrou um vacilao pra bancar o bolso dos camaradao.

Anônimo disse...

Kkkkkkkkkk eita Carlito, só li verdades o jhulio cumpriu o que todos já sabiam desestruturação completa da oposição já ouvi dizer que o Caio já é situação e tá levando o Arnaldo e os elois juntos aí de fato é o fim da oposição pra sempre

Anônimo disse...

só li mentiras aqui. como pode o cacaria comprar caio e conseguir dr arnaldo?

Postar um comentário