sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

O QUE MUDOU EM 10 ANOS (2009/2019) ?

Ficamos velhos, nunca obsoletos. 
 
 Está na moda a brincadeira de postar a foto de 10 anos atrás. Procurei umas fotos minhas e percebi que o tempo é generoso, não por que
eu melhorei, mas porque o tempo é o melhor remédio, ele cura. Podia me lembrar dos assaltos que já sofri, dos parentes amados que perdi, mas o tempo sara, e como um bloqueio só me fez lembrar coisas boas: Perdi 40 quilos, fiz novos amigos, comecei a jogar bola e até marcar gols, me tornei pai e um homem mais tolerante. O tempo é nosso maior professor: Um dia você vai aprender, que nem todo mundo que te elogia quer teu bem e nem todos que te criticam querem teu mal. Vai entender que aqueles que querem seu mal, muitas vezes o fazem por desejarem estar no seu lugar. Vai perceber que a bondade não está apenas nas palavras, mas principalmente nos atos. Que solidariedade é diferente de caridade que é diferente de exibicionismo. Que espiritualidade não é a mesma coisa que religiosidade. Vai aprender que um amor não se molda, se vive. Que só fazem conosco o que permitimos. Que perdoar não é esquecer e sim aceitar as desculpas e deixar que a ferida cicatrize sem precisar mostrá-la. Contudo aprenderá que insistir no erro é escolha. Que ser determinado é diferente de ser inconveniente. Que ter disciplina é fundamental para desfrutar da liberdade. Que ninguém é totalmente bom e nem totalmente mau. Vai perceber que todo mundo tem um preço, mas que nem todos estão a venda. Vai notar que simplicidade é irmão da humildade. Que quem muito ostenta é porque pouco tem para mostrar. Que maturidade é olhar para si sem ignorar o outro. É aceitar também que os que estejam próximos tenham diversos defeitos assim como nós e que a amizade está em conviver com isso sem deixar de celebrar as qualidades. Que ler ajuda a escrever, que o mundo não começou no dia que você nasceu, que existem pessoas com conhecimento e outras apenas com informação. Vai notar que sabedoria é mais do que ter cultura e que tem mais gente culta do que Sábia. Que ser inteligente é diferente de ser esperto, e que para ser esperto não é preciso enganar os outros. Vai notar que há quem fale bonito e não tenha nada a dizer e há quem não saiba conjugar um verbo correto, mas consiga expressar o que é preciso, na hora em que é preciso. Vai perceber que é preciso ouvir, mas que ficar sempre calado, é omissão. Espero que entendas que liberdade de expressão não significa agredir sem consequências e que saibas que existem limites para tudo, e que é importante respeitá-los. Que é no equilíbrio que se encontra a harmonia e que para chegar a este estágio será preciso bem mais do que apenas citá-lo. Perceberás, que é mais interessante que nos vejam brigando uns com os outros do que unidos em prol do crescimento coletivo. Que nos dividiram por classes, cor, credo e raças porque fica mais simples de controlar. Um dia você vai aprender que tem tanta coisa para aprender por aqui e que essa é nossa função nessa existência que então perceberá o quão pequeno é perto do universo que existe ao redor. E quando tiveres a consciência de que tudo que acontece na sua vida seja fruto apenas de suas escolhas, então não apontarás mais o dedo para culpar ninguém pelo que não conquistou. E muito menos colocará a responsabilidade da sua felicidade em outro que não em ti mesmo. Que todos temos um dom, uma capacidade e o direito de optar por ser apenas mais um ou deixar sua própria história marcada. Nesse dia você aprenderá, que ainda não sabe de nada. Então começará uma nova busca... Espero que daqui a 10 anos, possamos fazer essa mesma brincadeira e percebamos que melhoramos, que evoluímos, que maturidade nada mais é que uma idade madura, quem sabe assim vamos valorizar os cabelos brancos em vez de escondê-los .

Créditos: Dr. Nelson Jonas

Um comentário:

Cláudio Rodrigues disse...

Bela crônica. Parabéns!

Postar um comentário