quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

NOSSA COPA CIDADE 2019...


Éramos uma grande Família, cerca de 40 irmãos. Com o passar do tempo, nossa família se resumiu bastante.
Nossa família acolheu diversos amigos. Haviam aqueles que vinham nos prestigiar e também haviam aqueles que vinham somente para nos criticar. Em nossa família tínhamos irmãos de todo jeito, confuseiros que quando deixavam o SABONETE cair no Banho faziam o maior escândalo. Tinha GORDO com atitule BONITA, e assim era nossa família. Vivíamos como qualquer Família, tínhamos os que trabalhavam e viviam sujos de GRAXAS. Haviam aqueles que gostavam de beber suco em CANUDOS.
Nossa família era só ALEGRIA, fins de semana íamos para nossa FAZENDA passear, la encontrávamos de tudo, tinha Tizius, Catirinas, Anuns, Pitbull, Panda, Catitu, pássaro Galego, tinha Cará e bastante Macaúba. 
Haviam uns enormes LAGOS E LAGOAS, onde Costumávamos pescar PIABAS E PIAU.
Uns foram embora até para Bagdá, mas com muita ALEGRIA e confiando em SÃO SALVADOR, sonhavam em um dia retornar para casa.
Nossa casa era grande e segura, uma verdadeira Fortaleza, com portões feitos pela melhor METALÚRGICA da Cidade. Nosso muro era alto e todo dia pousava uma ÁGUIA. Tínhamos ao lado um Campo de POEIRÃO, onde jogava até o Romário, gente Careca, cabeluda,Gordos, Gigantes, Pequenos, Novinhos e Nenéns. E a tardinha  após as partidas sempre comíamos BEIJU e tomávamos PILSEN.
Essa era nossa Família, juntamente passamos por grandes emoções, nessa longa ESTRADA cheias de VITÓRIAS.
Tinha vez que estamos na maior FÚRIA, pois subíamos várias SERRA em VÃO, atrás de ÁGUA BRANCA e  POÇOS BONITOS para banhar.
Agora estamos aqui apenas 4, trancados em uma FORTALEZA em cima de uma SERRA, Com muita POEIRA, mas com o sinal da LOG NET para juntos acompanhar o CAMPEÃO da Copa Cidade 2019.

Créditos: Rogério Do Borges 





3 comentários:

Unknown disse...

Digno de Palmas e reconhecimento de um belo trabalho, amigo rogerio! 👏👏👏👏

jfa sampaio disse...

Bem criativo, exemplo a ser seguido por outras cidades. Parabéns.

Cláudio Rodrigues disse...

Em um país onde a maioria das pessoas têm dificuldades no uso da língua, especialmente a escrita, aí está um belo exemplo, belo texto, uma narrativa diferente, uma bonita crônica. Parabéns para o autor!

Postar um comentário