segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Ficamos órfãos da Copa Cidade ...


Assim como uma criança que perde os pais ou um casal que se separa e deixam marcas, sentimos à partir de hoje a falta do evento que movimentou a Cidade, trazendo renda para os ambulantes, deixando bares lotados e pousadas cheias. Será que teremos de esperar pala Copa Josafá para vermos isso de novo ? Veja, como pequenas ações de um secretário engajado a custo quase zero fazem toda a diferença. Exemplo parecido aconteceu quando o Ex-Secretário de Agricultura: Mathias do Sítio, organizou a Feirinha do Agricultor e gerou uma renda extra aos Agricultores Familiares locais e na outra ponta ofereceu produtos sem agrotóxicos e com um preço mais baixo a população. Observem que não tem segredo: eles idealizaram, organizaram , trabalharam, trabalharam.... e aconteceu. Sem orçamento e com pouco apoio, eles demonstraram que: suor e uma boa ideia valem mais do que um orçamento vultuoso. Ora! nem tudo que é antigo é velho. Vocês já viram algum restaurante fazendo propaganda que possuem os melhores microondas da Cidade? em compensação quando se fala em fogão a lenha a procura é grande. Assim eles fizeram: uma ideia simples, orçamento enxuto mais bem executado, demonstrando que possuem ambição mas não ganância , pois querem mais e melhor, mas não a qualquer custo, pois ao contrário do que diz o ditado: eles “NÃO fazem qualquer Negócio”. E se de repente a Secretaria de Educação em parceria com a de Cultura organizassem Shows de Voz e Violão nos finais de semana na Praça? E se colocassem os Professores de Educação Física para dar aulas de dança nos finais de tarde? E se ao organizarem os currículos escolares, incluíssem nas aulas de História e Geografia o Livro do Nilton Pinto, assim aprenderíamos um pouco da nossa História. E se nas aulas de Literatura incluíssem os poetas locais como: Kleber e Eligardel ? E nas aulas de Arte mostrassem os pintores, artistas plásticos e cineastas locais ? Assim, valorizaríamos o que é nosso e aproximaríamos as crianças dos autores, já que suas referências estariam ali, perto. Vejam, que não estou falando de dar prêmios ou dinheiro, são ideias simples que fariam grande diferença. Competência: essa é a diferença entre um político profissional e um Gestor público.


Créditos Dr. Nelson Jonas



















Um comentário:

Anônimo disse...

Essa ideia de estudar os autores locais nas Escolas é interessante. Eu mesmo não sei nada da História e Geografia do Pocao

Postar um comentário