sábado, 12 de janeiro de 2019

COLUNA CRISTÃ: O TEMPO - POR PATRÍCIO FÉLIX


Segundo a Teoria da Relatividade de Albert Einstein diz que o tempo é relativo, que ele depende do ponto de vista do seu observador. Nessa vida, devemos ter o cuidado de discernirmos o nosso tempo, se não ele não passa, e ficamos fadados a vivermos o passado no presente, mesmo que os outros estejam vivendo noutra época, com seus respectivos desafios, nós ficaríamos cativos lá, no passado. Há inúmeras pessoas que vivem presa a uma época em que viveram, não vivem a plenitude da vida, deixando de experimentar as fases que ela nos reserva. Assim sendo, essas pessoas mesmo que casadas vivem como se não tivessem marido/esposa, e tendo filhos, como se não tivessem família, tendo responsabilidades, como se estivessem na adolescência, vivendo de modo inconsequente. O Rei Salomão em Eclesiastes 3.1-8, trata acerca das fases na vida no tempo, e revela esse cuidado de as discernirmos, afinal “Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.”1 Coríntios 13:11. A vida é curta? Depende do observador, de como ele a encara, essa vida tem um tempo determinado, todos nós sabemos que o nosso dia, um dia, chegará e já não seremos mais nada aqui. Com o seu sacrifício, o Senhor Jesus nos garantiu uma VIDA ETERNA, uma vida em abundância, onde não haverá mais o fator tempo, dor, morte, mentira, mal, mau. (Apocalipse 21). E é disso que venho tratar, essa vida em que estamos agora ela é transitória, mas os nossos atos aqui afetam a outra, refletem lá na vida eterna, tanto a ciência como as sagradas escrituras dão sinais desse fato, vejamos: Segundo a teoria científica do emaranhamento, que é um dos fenômenos mais conhecidos da Mecânica Quântica, no qual duas partículas, mesmo quando separadas por uma enorme distância, são afetadas mutuamente – ou seja, se uma se move, a outra se move na mesma direção. O Senhor Jesus diz: “Não junteis tesouros na terra.....Mas junteis tesouros no céu... Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” Mateus 6:21 e o Rei Salomão aconselha: “Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo.” Eclesiastes 11:9. Ora, se aqui, na vida transitória, juntamos tesouros para a vida eterna, se seremos julgados pelos nossos atos daqui, temos que considerar que nesse tempo, nessa vida, devemos já viver a vida é terna, haja vista que mesmo que estejam separadas no espaço e tempo, são afetadas mutuamente. É esse o tempo, tempo de adoração àquele que é sobre tudo e todos. Amém!

Créditos: Patrício

Nenhum comentário:

Postar um comentário